A história do Milan

              Conheça a história do Milan.

Fundado em 1899, o Milan é uma das maiores equipes do futebol mundial e uma das maiores da Itália. É a equipe que mais conquistou títulos internacionais, a segunda equipe mais vezes campeã da Liga dos Campeões da Europa, além de outras grandes conquistas.

Foi fundado com o nome de Milan Cricket & Football Club, mas, nos anos 50′, mudou em definitivo para seu nome atual: Associazione Calcio Milan.

A seguir, confira os principais acontecimentos da história do time, as conquistas, os grandes jogadores e as informações da equipe rossonera.

história do milan

História do Milan

Em dezembro de 1899, um grupo de britânicos se uniram para criar o Milan Cricket & Football Club, com sede na Fiaschetteria Toscana situada na Via Berchet. Nesta época, inicia-se a história gloriosa do Milan, que também tinha a disputa do críquete pelos seus associados. O clube foi criado pela ideia de três britânicos (Kilpin, Allison e Davies) que fizeram a proposta à Alfred Edwards e Herbert Kilpin. Por o clube ter origens inglesas, o nome permanece até hoje “Milan” (Milão, em inglês).

Em apenas dois anos de fundação, em 1901, o clube conquista o seu primeiro título. Após derrotar Genoa e Juventus, a equipe milanesa conquistaria seu primeiro Campeonato Italiano (que havia sido criado em 1898, tendo o Genoa como campeão das três primeiras edições). O Milan voltaria a conquistar o Campeonato Italiano em 1906 e 1907.

Em 1908, enfrentou pela primeira vez seu maior rival, a Internazionale; a equipe rossonera vence por 2 a 1. O Milan passaria por alguns jejuns no início do século. Durante a Primeira Guerra Mundial, o Campeonato Italiano é suspenso e a equipe é obrigatoriamente chamada de Milano.

No ano de 1926, o clube ganha de seu presidente o Estádio San Siro, que foi dividido com a Inter de Milão em 1947. E, em 3 de março de 1980, passaria a se chamar Giuseppe Meazza.

Em 1929, surge o Girone Unico (o que é hoje a Serie A). Este título, o Milan só conquistaria nos anos 50′. Em 1946, a equipe é rebatizada, após perder ligações com suas origens inglesas, e passa a se chamar Associazione Calcio Milan (nome que permanece até hoje, e que mostra que o clube é totalmente “italiano”; na tradução para português, o nome ficaria mais ou menos: “Associação de Futebol Milan”, ou algo assim).

Após a Segunda Guerra Mundial, a Itália vai em busca de reconstrução. No futebol, o chegaria a 1950 sem ter conquistado um título há mais de 30 anos. Em 1963, o clube conquistaria a Copa dos Campeões da Europa (a, hoje, Liga dos Campeões). O Milan derrotara na final o atual campeão, o Benfica (POR). Esta era uma obsessão do time de Milão, que chegaria à final de 1957/1958, mas foi derrotado pelo “super-campeão” Real Madrid. Na conquista de 1962/1963, o Milan foi o representante europeu no Mundial Interclubes, e enfrentou na final, o Santos, de Pelé; após um jogo na Itália e dois no Brasil, os rossoneros foram derrotados pela equipe brasileira.

Em 1966/1967, veio o primeiro título da Copa da Itália e, na temporada seguinte, a conquista da antiga Recopa Europeia e o nono título nacional. Em 1968/1969, a segunda Copa dos Campeões da Europa, e a primeira Copa Intercontinental (contra o Estudiantes-ARG).

Milan campeão interclubes 1969

Imagem: Arquivo / AC Milan

Mais uma crise assombrava o lado rossonero. Grandes jogadores deixavam o clube, mesmo assim, em 1978/1979, o time chegava ao seu décimo título italiano e conquistara a estrela do seu escudo (na Itália, uma equipe pode colocar no seu símbolo uma estrela a cada dez conquistas do Campeonato Italiano). Mas, no início dos anos 80′, dois jogadores do time e o presidente foram acusados de manipulação de resultados, no que ficou conhecido como o Totonero. O clube foi rebaixado e disputou pela primeira vez na história a Série B do calcio italiano. O clube conquistou a Série B por duas vezes, voltando a primeira divisão em 1984. Com o clube em pedaços, os dirigentes tentam a reconstrução. A volta por cima começaria em 1986, quando Silvio Berlusconi (poderoso da área de telecomunicações), assume a presidência da equipe.

Berlusconi investiu muito no Milan, algo que deu resultado. Trazendo grandes jogadores (como Frank Rijkaard, van Basten e Gullit), grandes técnicos e aumentando a imagem do time internacionalmente; a equipe rossonera conquistou cinco Copas dos Campeões da Europa e dois Mundiais Interclubes.

Em 1993, o Milan perde a final da Liga dos Campeões da Europa, mas ganha a oportunidade de representar a UEFA no Mundial Interclubes, já que o campeão (Olympique de Marselha) se envolveu em escândalo e foi suspenso pela federação européia. No Japão, o grande favorito Milan foi derrotado pelo São Paulo, de Telê Santana (que chegava ao segundo título mundial).

Em 1999, a equipe comemora seu centenário. Neste ano a equipe conquista seu 16º título italiano. Até esta época, o time já havia levantado 5 UEFA Champions League, e era o clube italiano mais vezes campeão europeu.

Em 2004/2005, o Milan chegava mais uma vez a final da Liga dos Campeões da Europa. Desta vez, contra o Liverpool (ING). Nesta temporada, a final foi uma das mais impressionantes da competição. Após estar vencendo por 3 a 0, no primeiro tempo, a equipe tomou o empate, e, nos pênaltis, perdeu por 3 a 2 e viu o time inglês levar a taça da competição. Em 2006/2007, veio o “troco” italiano, quando, em Atenas, o Milan conquistou seu sétimo título europeu ao vencer o mesmo Liverpool.

Em 2006, o futebol italiano se viu em mais um grande escândalo de manipulação de resultados. Desta vez, a Juventus fora rebaixada e perdeu o seu título. Em 2007, o brasileiro Kaká (grande ídolo do time) leva a Bola de Ouro da FIFA, como melhor jogador do mundo, um dia depois da conquista da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, após derrotar o Boca Juniors (ARG), no Japão.

Ainda hoje, a equipe se auto-intitula “Il club più titolato al mondo” (algo como “o clube mais vitorioso do mundo”). Isso porque o Milan é o time com mais conquistas internacionais, com 18 títulos. É o mesmo número do Boca Juniors, mas os italianos saem na frente por terem um título mundial a mais. São 7 Liga dos Campeões, 3 Copas Intercontinentais, 1 Mundial de Clubes FIFA, 5 Supercopas UEFA e 2 Taça das Taças UEFA.

A equipe busca a volta por cima, já que a Juventus volta a ser soberana no futebol italiano, conquistando os campeonatos com sobras e sendo o melhor do país nas competições continentais. A última grande conquista do Milan foi na temporada 2010/2011, com o 18º Campeonato Italiano (empatando no número de títulos com a Inter – a Juventus segue sendo a maior vencedora do campeonato nacional, com 28 Scudettos).

Pato, Thiago Silva, Robinho, comemoração, Milan, campeão italiano 2010/2011

Imagem: AFP

Informações técnicas

Nome oficial: Associazione Calcio Milan
Data de fundação: 16 de dezembro de 1899
Sede: Via Turati, 3 – 20121 Milano (Itália)
Estádio: Giuseppe Meazza (San Siro) – 80.018  torcedores
Site oficial: www.acmilan.com/
Técnico atual: Massimiliano Allegri (ITA)
Presidente atual: Silvio Berlusconi (ITA)
Alcunhas: Rossonero
Principais rivalidades: Internazionale (Derby della Madonnina).
Mascote: Diabo
Posição no Ranking UEFA 2012-2013: 13º
Redes sociais: Youtube, Twitter, Google + e Facebook

Patrocinadores do futebol

Na temporada 2012-2013, a empresa que estampa a marca na camisa do Milan é a Emirates. A Adidas é a fornecedora oficial de material esportivo do time italiano. A operadora de TV por assinatura italiana Sky, além da Mediaset Premium. 

Números, grandes feitos e curiosidades

  • Mais jogos: Paolo Maldini (902)
  • Mais gols: Gunnar Nordahl (221)
  • Maior goleada: Milan 13-0 Modena FC (Campeonato Italiano, 4 de Outubro de 1914)
  • Maior goleada sofrida: Milan 0-8 Bologna FC (Campeonato Italiano, 5 de Novembro de 1922)
  • Participações na UEFA Champions League: 27
  • Participações em Mundiais de Clubes/Taça Intercontinental: 7
  • Participações na UEFA Europa League/UEFA Cup: 9
  • Equipe italiana mais vezes campeã da Liga dos Campeões da Europa e segunda maior da história: 7
  • Equipe mais vezes campeã de títulos internacionais: 18 (empatado com o Boca Juniors, mas leva vantagem por ter um título mundial a mais).
  • 2 vezes campeão invicto do Campeonato Italiano (1907 e 1991-1992)
  • Equipe com o jogador que mais entrou em campo no Campeonato Italiano: 647 jogos – Paolo Maldini (1985-2009)
  • Equipe com a maior invencibilidade da história do Campeonato Italiano: 58 jogos (de 26/05/1991 a 11/03/1993)
  • Equipe com o maior artilheiro  de uma edição da Série A do Campeonato Italiano: Nordahl, 35 gols (1949-1950).

Principais títulos

  7 Liga dos Campeões da Europa (European Champion Club’s Cup/UEFA Champions League): 1962/63, 1968/69, 1988/89, 1989/90, 1993/94, 2002/03 e 2006/07
5 UEFA SuperCup: 1989, 1990, 1994, 2003 e 2007
2 UEFA Cup Winners’ Cup (Recopa UEFA): 1967-68 e 1972-73
1 Mundial de Clubes da FIFA: 2007
3 Taças Intercontinentais: 1969, 1989 e 1990

Milan, campeão, UEFA Champions League 2002/2003

Imagem: Arquivo / Getty Images

18 Campeonatos Italiano: 1901, 1906, 1907, 1950-51, 1954-55, 1956-57, 1958-59, 1961-62, 1967-68, 1978-79, 1987-88, 1991-92, 1992-93, 1993-94, 1995-96, 1998-99, 2003-04 e 2010-11
5 Copas da Itália: 1966/67, 1971/72, 1972/73, 1976/77, 2002/03
6 Supercopas da Itália: 1988/89, 1992/93, 1993/94, 1994/95, 2004/05, 2011/12
2 Série B do Campeonato Italiano: 1980-81 e 1982-83

Grandes jogadores

Grandes nomes do futebol italiano e mundial ajudaram a equipe de Milão a conquistar seus títulos e formar o nome deste principal time do país da “bota”. Listar todos os nomes de técnicos e jogadores é complicado. Na história, temos os nomes de Paolo Maldini, os suecos Gunnar Gren, Gunnar Nordahl e Nils Liedholm (grandes nomes do time na década de 50′), Franco Baresi, Ruud Gullit, Marco van Basten, Frank Rijkaard, Gianni Rivera, além dos brasileiros Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Robinho e Ronaldo, entre outros.

Uniforme

O uniforme tradicional da equipe milanista é camisa rubro-negra (listras pretas e vermelhas), calções brancos e meias pretas. O segundo uniforme é todo branco e o terceiro, todo preto.

Milan Milan

Estádio

O Milan manda suas partidas no Estádio San Siro, que ganhou no ano de 1926 (o Estádio recebeu a primeira partida em 19 de setembro daquele ano, com Internazionale 6 x 3 Milan). Leva este nome por se localizar no distrito de San Siro, na Itália. Em 1947, o Estádio passou a ser dividido entre a Internazionale e o Milan. No dia 3 de março de 1980, o Estádio ganhou um novo nome: Giuseppe Meazza, que falecera um dia antes. O jogador que dá nome ao Estádio, jogou nas duas equipes; apesar disso, os torcedores milaneses ainda chamam o local de San Siro, já que Giuseppe Meazzase destacou mais na Inter.

San Siro

Imagem: Photogram-DEL PUPPO

O Estádio tem capacidade de 80.018 lugares, sendo o terceiro de maior capacidade na Europa e o décimo primeiro no mundo. Entre jogos de Copa do Mundo, grandes shows e finais da UEFA Champions League, o Estádio também foi palco da última partida oficial de Pelé, segundo o Wikipédia.

O San Siro recebeu partidas de duas edições da Copa do Mundo da FIFA. Em 1934 (quando a Itália se sagrou campeã), foram três partidas:
Oitavas de final: Suíça 3 x 2 Países Baixos
Quartas-de-final: Alemanha Ocidental 2 x 1 Suécia
Semifinal: Itália 2 x 1 Áustria

Em 1990, foram seis partidas do Mundial:
Primeira fase: Grupo B: Argentina 0 x 1 Camarões
Primeira fase: Grupo D: Alemanha Ocidental 4 x 1 Iugoslávia; Alemanha Ocidental 5 x 1 Emirados Árabes Unidos; e Alemanha Ocidental 1 x 1 Colômbia
Oitavas-de-final: Alemanha Ocidental: 2 x 1 Países Baixos
Quartas-de-final: Alemanha Ocidental 1 x 0 Tchecoslováquia

Além disso, o Estádio foi palco das finais de três Liga dos Campeões da Europa:
1964-65 Internazionale 1 – 0 Benfica
1969-70 Feyenoord 2 – 1 Celtic (1 a 1 no tempo normal)
2000-01 Bayern de Munique 1 – 1 Valencia (5 a 4 nos penâltis)

Escudo

O símbolo atual do Milan leva suas cores (vermelho, preto e branco), além de uma estrela no alto, simbolizando os primeiros dez campeonatos italianos. É um círculo bem achatado, com uma bandeira rubro-negra no lado esquerdo e a bandeira inglesa do direito. Em cima, há as siglas ACM, que representam o nome do clube; abaixo, o ano de 1899, da fundação do time.

Rivalidades

Apesar da Juventus ser a grande campeã na Itália, a rivalidade maior mesmo é entre Milan vs. Inter, o chamado Derby della Madonnina. O encontro entre as equipes é sempre equilibrado, mas com a vantagem, no confronto histórico, do time da Internazionale.

Milan, Internazionale, minuto de silêncio

Imagem: Reuters

Alguns números do clássico:

  • Primeiro confronto: 18 de outubro de 1908, em Chiasso (SUI): Milan 2 x 1 Inter de Milão
  • Maior goleada do Milan sobre a Inter: 6 a 0 em 11 de Maio de 2001
  • Maior goleada da Inter sobre o Milan: 5 a 0 em 6 de Fevereiro de 1910
  • Clássico com mais gols: Inter 6 a 5 Milan em 6 de Novembro de 1949

Hino

Milan milan solo con te
Milan milan sempre per te
Camminiamo noi accanto ai nostri eroi
Sopra un campo verde sotto un cielo blu
Conquistate voi una stella in più
A brillar per noi
E insieme cantiamo
Milan milan solo con te
Milan milan sempre per te
Oh oh oh oh oh
Oh oh oh oh oh oh oh oh
Una grande squadra
Sempre in festa olã¨
Oh oh oh oh oh
Oh oh oh oh oh oh oh oh
Oh oh oh oh oh
E insieme cantiamo
Milan milan solo con te
Milan milan sempre per te
Con il milan nel cuore
Nel profondo dell’anima
Un vero amico sei
E insieme cantiamo
Milan milan solo con te
Milan milan sempre

Referências

AC Milan – Site Oficial: Seções: ‘Títulos” e “História“. Nas suas versões em português e italiano. Disponíveis em < http://www.acmilan.com/it/club >

UEFA: Equipes: Milan. Disponível em < http://pt.uefa.com/teamsandplayers/teams/club=50058/profile/index.html# >

Wikipédia (em italiano e português). Seções: “Estádio Giuseppe Meazza“, “AC Milan” e “História do Milan“.

Letras.mus.br: “Hinos de Futebol: Associazione Calcio Milan“. Disponível em <http://letras.mus.br/hinos-de-futebol/1779613/>

ogol.com.br:Milan: Evolução Histórica“. Disponível em <http://www.ogol.com.br/equipa_historico.php?id=66&view=1>;

Especial Placar: Guia 2012/2013 Europeus; edição nº 1371-A São Paulo: Editora Abril, 2012.

As informações e números aqui postos (posição de ranking, número de títulos) são referentes até Março de 2013.

Está aí um pouco da história do Milan. Uma das principais equipes do futebol mundial e uma das mais vitoriosas. Claro que não foi possível registrar todos os detalhes, já que são mais de 100 anos de história, mas vale o registro.