A história do Barcelona

Conheça a história do Barcelona

Uma das principais e mais conhecidas equipes do futebol mundial, o FC Barcelona é também uma das mais vitoriosas e com um grande número de torcedores ao redor do planeta. Fundado em 1899, o Barça (como também é conhecido), tem uma grande história, com títulos e grandes jogadores em seus mais de 100 anos de história.

A equipe catalã tem uma grande rivalidade com o principal time da capital, o Real Madrid. As partidas contra ele, sempre são esperados pelo mundo inteiro com grande ansiedade, que sempre fazem grandes espetáculos.

Hoje, a principal estrela do time é o atacante argentino Lionel Messi. Com ele, o Barça conquistou muitos títulos. A força do time está na sua administração e no grande time, recheado de talentosos craques. Confira a seguir, um especial com a história do Futbol Club Barcelona, com seus ídolos, títulos, informações e outros detalhes de uma das maiores equipes do futebol mundial.

a história do Barcelona

A história do Barcelona

A história do Barcelona é longa. E teve seu início em 1899, quando o suíço Hans Gamper decidiu, em outubro daquele ano, colocar um anúncio em uma revista, para reunir fãs do futebol. Doze pessoas apareceram e juntaram ao jovem futebolísta, que já havia fundado uma equipe na Suíça, o FC Zurich. Daquela reunião, foi fundado o Foot-Ball Club Barcelona. As cores que hoje caracteriza o clube, o azul e grená, foi inspirado no Basel-SUI. O primeiro jogo do novo clube espanhol foi contra a Colonia Inglesa; os catalães foram derrotados por 1 a 0, em 08 de dezembro de 1889.

No início do século XX, vieram os primeiros títulos; estes, de menor expressão, mas importantes para estrear a galeria de troféus do clube. Em 1902, a Taça Macaya foi a primeira conquista do Barça. Além disso, o time ainda foi o primeiro finalista da Taça do Rei, que antecedeu a Copa do Rei; a época, o clube foi derrotado pelo Vizcaya de Bilbao. Com todas essas conquistas, o clube se firmava como o principal time da região da Catalunha.

Os torcedores do clube são conhecido por ‘culés’. Esta alcunha é um palavrão em catalão, e foi dada aos aficionados do Barça em 1910. O clube aumentava seu número de sócios e torcedores, graças a suas importantes conquistas nesta época. Carrer Indústria era o estádio do clube, que tinha uma capacidade pequena. Em dia de grandes jogos, os torcedores lotavam o estádio, e, para quem passava do lado de fora, via apenas as ‘bundas’ dos que asssistiam as partidas. Até hoje, os torcedores são conhecidos por este apelido bastante curioso.

No ano de 1910, veio o primeiro grande título, a Taça do Rei, ao bater o Español de Madrid na decisão. A conquista se repetiria em 1912 e 1913. A primeira era de glórias do time chegaria durante a década de 20′. Antes dela, porém, o clube já havia conquistado mais alguns títulos (5 campeonatos Catalães). Neste período também, a rivalidade com outro time da cidade crescia, com o Espanyol e Paulino Alcántara, o maior goleador da história do time, defendia o Barça.

O clube conquistava também, o tricampeonato da Taça do Rei. Em 1928/29, o Barcelona era campeão, pela primeira vez, do Campeonato Espanhol. Nesta época, o time via seu número de torcedores ficar cada vez maior, e, por isso, era inaugurado o estádio Las Corts, com capacidade para mais de 20.000 torcedores.

Entretanto, o Barcelona passou por um momento complicado. Primo de Rivera, que governou a Espanha de 1923 a 1930, perseguia o clube, que defendia a liberdade da Catalunha. Rivera chegou a interditar o estádio da equipe, para usar como campo militar. Em meio a isso, em 1925, a torcida do Barça vaiou o hino espanhol, em reação à ditadura de Rivera. O ditador, então, fechou o clube durante seis meses, e Gamper teve de deixar a presidência.

Dentro de campo, o clube celebrava seu domínio local. Mas fora dele, lamentava a perda de seu fundador. O mundo vivia uma grande crise. Por conta da Grande Depressão de 1929, que o deixou com problemas financeiros e também pessoais, Hans Gamper suicidou-se.

A partir daí, o clube entrou num período de declínio. O clube perdia torcedores e sofria perseguição política. A Guerra Civil Espanhola, na metade da década de 1930, o a identificação do torcedor com o clube aumentava, graças a ligação política envolvendo a Catalunha do resto do país. No futebol, o clube conquistava 6 campeonatos da Catalunha e 3 Taças do Rei.

Josep Sunyol, de esquerda, foi assassinado pelos soldados do General Francisco Franco. Ele era o presidente do clube na época; sua morte foi bastante sentida pelos torcedores. Franco venceu a Guerra Civil e permaneceu no poder. Por esta razão, manifestações a favor da Catalunha foram proibidas. O Barcelona alterou seu nome para Club de Fútbol Barcelona (na língua espanhola); além disso, as cores da bandeira da Catalunha no escudo do time tiveram de ser alteradas: as linhas horizontais que as representavam, foram modificadas para duas amarelas e duas vermelhas (para fazer alusão à bandeira da Espanha). O clube seguia tentando sobreviver. De 1944 a 1952, o clube conquistaria cinco campeonatos espanhóis. Vieram também 3 taças do Rei (que, nesta época, foi chamada de Taças do Generalíssimo).

Barcelona, 1950

Imagem: Site oficial do FC Barcelona

Mas as coisas melhorariam para os lados dos catalães. Ladislao Kubala chegaria ao clube na década de 50’. Este seria um dos grandes ídolos do clube, que fez com que o número de sócios do time aumentasse; junto a Kubala, nomes como os de Estanislao Basora e César Rodríguez fizeram o futebol do time ir longe nos torneios espanhóis. O Barça conquistaria mais títulos e se viu na necessidade de construir um novo estádio para seus torcedores, e, em 1957, o Camp Nou era inaugurado.

Mesmo com a evolução, o Barcelona seguia um papel “secundário”, em relação as forças do futebol espanhol. Nesta época, o rival, Real Madrid, conquistava os principais títulos do futebol europeu (o pentacampeonato da Copa dos Campeões da UEFA — hoje, Champions League —, entre eles). Porém, a equipe catalã, aos poucos, conseguiu conquistar seu espaço. Em 1958, viria o primeiro título continental importante: a Taça das Feiras (antecessora ao que é hoje a Liga Europa). Após mais uma conquista deste título, veio, em 1961, a chance de conquistar a Copa dos Campeões. O clube chegou a final, mas foi derrotado pelo Benfica, de Eusébio.

Em 1974, o clube altera seu nome oficial: Futbol Club Barcelona ficaria em definitivo. A década de 70’ marca a chegada de Johan Cruyff,um dos grandes nomes da história do clube. O time passou, nesta época, por um grande jejum de títulos. Com a chegada do craque holandês marcou bastante a história do time, que, de cara, conquistou o título espanhol. Depois, o clube conquistou duas Copas do Rei e, também por duas oportunidades, o título da Recopa Européia.

Nos anos 80’, o clube anuncia seu novo jogador: o argentino Diego Maradona. Com ele no elenco, a equipe venceu o título da Taça do Rei, batendo o rival Real Madrid. A passagem de Maradona não durou muito tempo, saindo em 1984.
O Barcelona ainda almejava o título da Copa dos Campeões da Europa, novamente, o clube ‘bateu na trave’, ao ir para a decisão, mas ser derrotado, desta vez, pelo Steaua de Bucareste, em 1986.

Grande nome dentro de campo, Cruyff assumiria o comando técnico do time. Com ele, o Barcelona montou uma grande equipe. Koeman, Guardiola, Laudrup, Stoichkov e, depois, Romário fizeram com que o Barça chegasse à um tetracampeonato espanhol.

A “recompensa” do ‘Dream Team’ veio em 1992. Na temporada 1991/92, o Barcelona finalmente conquista a Taça dos Campeões da Europa. Na final do torneio, o clube venceu a Sampdoria, em Wembley. Ronald Koeman marcou o único gol do jogo. O clube disputou, neste mesmo ano, o São Paulo FC pelo Mundial Interclubes. O duelo, contra o campeão da Taça Libertadores, foi disputado no Japão, e teve vitória do time brasileiro.

Barcelona, UEFA 1992

Imagem: Getty Images

Após esta conquista e dos títulos da Liga e Supercopa Espanhola, Cruyff deixou o clube. O clube não conseguiu manter-se no mesmo ritmo. Os técnicos que vieram a seguir não chegaram a igualar o que o holandês foi no clube (no seu período, conquistou onze títulos, em oito anos).

Em 1997, o clube conquistou, sob o comando de Sir Bobby Robson, o título da Recopa Europeia e da Copa do Rei, Nesta época, chega ao clube o brasileiro Ronaldo. O atacante chegou fazendo muitos gols e sendo destaque durante sua única temporada no time catalão. Ao fim da curta passagem do brasileiro, vieram outros grandes nomes ao Barça. Giovanni, Rivaldo, Luís Figo, agora sob o comando do técnico Louis Van Gaal.

A temporada 1998/99 marcou o centenário do time. O clube voltou a conquistar o título espanhol. E, no jogo festivo pelos cem anos, o adversário do Barcelona foi a Seleção Brasileira. A peleja terminou empatada em 2 a 2.

A virada do século marcou um momento complicado para o Barcelona. Seu treinador e presidente deixaram o clube. O português Luís Figo saiu do Barcelona para jogar pelo maior rival do clube: o Real Madrid, que conquistou duas Ligas dos Campeões no período e, pouco tempo depois, formaria um time que ficaria conhecido como os “galáticos”.

Mas as coisas melhorariam para os lados do Camp Nou. Ronaldinho Gaúcho e Frank Rijkaard chegaram e ali começariam uma nova era no time catalão. Outros grandes jogadores chegariam para reforçar ainda mais o elenco: Deco, Samuel Eto’o e Belletti. Vieram dois títulos espanhóis seguidos (2005 e 2006) e, no auge deste momento, o título da Liga dos Campeões da Europa. Em uma grande final contra o Arsenal, em Paris, o Barcelona venceu e conquistou seu segundo título da UEFA Champions League. O time catalão voltou ao Japão, para a disputa do Mundial de Clubes da FIFA. Novamente, um brasileiro foi o adversário e, de novo, o clube espanhol foi derrotado. O Internacional venceu aquele Mundial.

Naquela época, começava a surgir Messi. O argentino sempre foi destaque e, após a saída de Ronaldinho, tomou o posto de principal jogador do time. Com a ajuda de Iniesta e Xavi, os torcedores do Barcelona se viram na melhor fase do time na história centenária do clube. Pep Guardiola chegou e manteve o Barcelona no alto.  Em 2009, o clube conquistou o terceiro título da Liga dos Campeões, ao bater o Manchester United por 2 a 0, em Roma. Neste ano, também veio o título inédito do Mundial de Clubes da FIFA, vencendo o Estudiantes, da Argentina, nos Emirados Árabes.

O Barcelona tinha um jeito próprio e imbatível de jogar. Ninguém parava o time. Nesta época, o clube alcançaria a marca de 20 títulos nacionais e vieram mais um título da Champions League. Na temporada 2010/2011, o Barcelona vence novamente o Manchester United, desta vez em Londres, e comemora o quarto título europeu. Também veio o segundo título do Mundial de Clubes da FIFA, ao “destroçar” o Santos, de Neymar, no Japão.

Barcelona, Campeão Mundial FIFA 2011

Getty Images

Em meio a esta grande fase, Messi se consolidou como um dos maiores jogadores de futebol da história. O argentino bate cada vez mais recordes e leva outras tantos títulos. Levou, por quatro anos seguidos, o título de melhor jogador do ano pela FIFA. O Barcelona também conquistava praticamente todos os títulos que disputava.

Vieram um momento de dificuldade, após a saída de Pep Guardiola. Mas o clube tenta voltar ao topo e voltar a conquistar o título europeu. Tatá Martino chegou ao comando técnico e Neymar, grande astro brasileiro e que havia sido derrotado, quando estava no Santos, pelo próprio Barcelona, três anos antes, são as grandes esperanças catalãs para as próximas temporadas do time. O futebol mundial vive numa grande reformulação, mesmo assim, o Barcelona segue entre as principais equipes do futebol e provando que ainda é “muito mais que um clube”.

Messi, Neymar, Barcelona, Iniesta

Informações técnicas

Nome oficial: Futbol Club Barcelona
Data de fundação: 29 de novembro de 1899
Sede: Avenida de Arístides Maillol 08028, Barcelona.
Estádio: Camp Nou (capacidade de 99,354 torcedores)
Site oficialwww.fcbarcelona.com
Técnico atual: Gerardo Martino (ARG)
Presidente atual: Sandro Rosell (ESP)
Alcunhas: Barça e o lema “Més que un club” (“mais que um clube”).
Principais rivalidades: Real Madrid (El Clásico); Espanyol (El Derbi Barceloní); Athletic Bilbao e Atlético de Madrid
Mascote: Avi del Barça (“Avô do Barça”, em catalão).
Posição no Ranking UEFA 2012-2013: 1º
Redes sociais: Youtube, Twitter  (e aqui, versão em português), Google+ e Facebook

Patrocinadores do futebol

O FC Barcelona esteve entre os poucos clubes do futebol mundial, e o único entre os grandes, que não aceitava estampar marca, que não seja de material esportivo, nas camisas do clube. Durante muitos anos, enquanto outros clubes gigantes firmavam contratos milionários com empresas, o clube catalão mantinha sua camisa “limpa”. Em 2006, o clube estampou o emblema da Unicef, mas mantendo a tradição do clube quanto à receber de patrocínio: mesmo mantendo a logo, o clube, em vez de receber, pagava ao órgão da ONU de direto à criança. Mas, a situação do clube e do rico futebol europeu mudou e, em 2012, o clube teve a abrir exceção à sua tradição. Com a crise mundial, que afetou também as equipes, o clube se viu obrigado a fazer tal acordo. Hoje, a “Qatar Airways” é a patrocinadora master do clube, com o maior patrocínio do futebol mundial.

A Nike é a fornecedora oficial de material esportivo do clube. Para ver a lista completa de patrocinadores do Barça, clique aqui.

Números, grandes feitos e curiosidades

  • Time com mais títulos oficiais em um único ano: 6 conquistas, em 2009 (Copa do Rei, Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões, Supercopas da Espanha e Europa, e Mundial de Clubes).
  • Único time a sempre disputar alguma competição da UEFA, desde 1955.
  • Clube com maior número de títulos europeus: 15 (sendo 4 Liga dos Campeões, 4 Recopas, 3 Fairs Cup e 4 Supercopas da Europa)
  • Equipe que mais disputou finais europeias: 17
  • Equipe que mais cedeu jogadores à Seleção Espanhola
  • Junto com Real Madrid e Athletic Bilbao, são as únicas que nunca foram rebaixadas no Campeonato Espanhol e disputaram todas as edições.
  • Equipe com mais títulos espanhóis oficiais: 115
  • Maior goleada aplicada: Barcelona 10-1 v CG Tarragona (11 de Setembro de 1949)
  • Maior derrota sofrida: Barcelona 1-12 Athletic Club (8 de Fevereiro de 1931)
  • Maior vencedor do Mundial de Clubes da FIFA (2000) – junto com o Corinthians: 2 conquistas
  • Maior artilheiro do time em partidas oficiais: Messi (com mais de 250 gols)
  • Maior artilheiro da história: Paulino Alcántara (369 – de 1912 a 1927).
  • Maior número de jogos: Xavi Hernández (com mais de 550 partidas).
  • Técnico com melhor aproveitamento de títulos: Josep Guardiola (14 de 19 possíveis).

Para ver outros recordes do clube, clique aqui e aqui.

Principais títulos no futebol

FC Barcelona, títulos, troféus, Liga dos Campeões,

Site oficial do FC Barcelona

4 Liga dos Campeões da Europa (European Champion Club’s Cup/UEFA Champions League): 1991-92, 2005-06, 2008-09 e 2010-11
4 Recopas Europeias (UEFA Cup Winners’ Cup): 1978-79, 1981-82, 1988-89 e 1996-97
4 UEFA Supercup: 1992, 1997, 2009 e 2011
2 Copas do Mundo de Clubes da FIFA: 2009 e 2011
22 Ligas Espanholas: 1928-29, 1944-45, 1947-48, 1948-49, 1951-52, 1952-53, 1958-59, 1959-60, 1973-74, 1984-85, 1990-91, 1991-92, 1992-93, 1993-94, 1997-98, 1998-99, 2004-05, 2005-06, 2008-09, 2009-10, 2010-11 e 2012-13
26 Copas del Rey: 1909-10, 1911-12, 1912-13, 1919-20, 1921-22, 1924-24, 1925-26, 1927-28, 1941-42, 1950-51, 1951-52, 1952-53, 1956-57, 1958-59, 1962-63, 1967-68, 1970-71, 1977-78, 1980-81, 1982-83, 1987-88, 1989-90, 1996-97, 1997-98, 2008-09 e 2011–12
11 Supercopas da Espanha: 1983, 1991, 1992, 1994, 1996, 2005, 2006, 2009, 2010, 2011 e 2013.
2 Copas da Liga: 1982-83 e 1985-86
4 Copas Eva Duarte: 1944-45, 1947-48, 1951-52 e 1952-53
20 Campeonatos Catalão: 1902, 1905, 1909, 1910, 1911, 1913, 1916, 1919, 1920, 1921, 1922, 1924, 1925, 1926, 1927, 1928, 1930, 1931, 1932, 1935, 1936 e 1938
7 Copas da Catalunha: 1990, 1992, 1999, 2003, 2004, 2006 e 2013

Grandes jogadores

A galeria de grandes nomes que passaram pelo FC Barcelona é extensa. A começar pelo seu fundador, Joan Gamper, jogou pelo clube, marcando um alto número de gols e ainda presidiu o Barça por muito tempo. Outros nomes desta lista passam pelos mais de 100 anos do clube: Paulino Alcantara, César Rodríguez, Josep Éscola, Ricardo Zamora, Ladislao Kubala, Luis Suárez, Helenio Herrera, Johan Cruyff, Johan Neeskens, Diego Maradona, Gary Lineker, Bernd Schuster, Ronald Koeman, Hristo Stoichkov, Guillermo Amor, Romário, Michael Laudrup, Rivaldo, Andoni Zubizarreta, Josep Guardiola, Ronaldo, Ronaldinho, Samuel Eto’o, Xavi Hernández e Andrés Iniesta.

Desta lista, destaca-se o meia argentino Lionel Messi. O atual craque da camisa 10 do Barça é um dos maiores da história do futebol. Messi quebra todos os recordes e conquista prêmio atrás de prêmio. Além de tudo isso, o jogador é o maior vencedor de prêmios de melhor do mundo da FIFA (o “Bola de Ouro”). Com Messi e cia. o Barcelona vive uma das melhores fases de sua história.

Uniforme

O uniforme número 1 do Barcelona leva as cores do time catalão. As camisas são azuis, com faixas verticais da cor grená. O uniforme número 2 leva as cores da bandeira da Catalunha, vermelho e amarelo.

Uniforme, Barcelona

Estádio

Com a necessidade de abrigar o grande número de torcedores, que ia crescendo cada vez mais, o FC Barcelona se viu com a obrigação de construir um estádio também grande. A equipe, em toda a história, utilizou os estádios Carrer Indústria e Les Corts, e, em 1957, inaugurou seu definitivo estádio: o Camp Nou. Inaugurado em  24 de Setembro de 1957, este é um estádio considerado ’5 estrelas’ pela UEFA, e é um dos maiores em capacidade, abrigando mais de 90 mil torcedores; é o maior da Europa e o quinto maior do mundo.

FC Barcelona, Camp Nou

Imagem: Site oficial do FC Barcelona

O Camp Nou, além dos jogos como mandante do Barcelona, já recebeu várias partidas importantes de outros campeonatos, como Eurocopa, Copa do Mundo, Olimpíada e finais de Champions League.

Campeonato Europeu de Seleções (Eurocopa 1964)

Dinamarca 0 x 3 União Soviética (semifinal)
Hungria 3 x 1 Dinamarca (terceiro lugar)

Copa do Mundo da FIFA 1982

Argentina 0 x 1 Bélgica (Grupo C – primeira fase)
Polônia 3 x 0 Bélgica (Grupo 1 – segunda fase)
Bélgica 0 x 1 União Soviética
Polônia 0 x 0 União Soviética
Polônia 0 x 2 Itália (semifinal)

Jogos Olímpicos Barcelona 1992

O Camp Nou recebeu cinco partidas de futebol na Olimpíada de Barcelona. Foram duas das quartas-de-final, uma semifinal, a disputa pelo bronze e a grande decisão, entre Polônia e Espanha (os espanhóis venceram por 3 a 2 e ficaram com o ouro).

Finais de Champions League

1988/89 Milan  4 x 0 Steaua Bucareste
1998/99 Manchester United 2 x 1 Bayern de Munique

Escudos

O primeiro símbolo que o Barça utilizou foi o escudo da cidade. Mas, logo no início, o clube mudou seu escudo para um modelo pouco modificado durante os tempos, são mantidas as cores e o formato; o que mudaram foram alguns detalhes que modernizaram o símbolo da equipe.

No escudo do clube, há a presença da Cruz de São Jorge (referente à bandeira de Barcelona); ao lado esquerdo, a referência da Catalunha, das cores amarela e vermelha. Na parte de baixo do escudo, aparece uma bola sobre uma bandeira com as cores do clube (azul e grená). E, no centro, as iniciais da equipe (FCB).

Escudo, Barcelona

Rivalidades

A grande rivalidade do Barcelona é contra o Real Madrid. O mais esperado clássico do futebol mundial, é também o mais assistido em todo o mundo. O embate entre as duas maiores forças do futebol atual é sempre recheado de muitas emoções e grandes partidas. A disputa entre as duas equipes extrapola as quatro linhas; em jogo, há também questões políticas, com a Catalunha rivalizando com o resto da Espanha (no caso, representado pela capital Madrid). Essa questão é diretamente ligada ao futebol. Neste artigo, há um explicação curiosa sobre o que aconteceria no futebol caso a Catalunha conquistasse a Independência.

Real Madrid, Barcelona

O Barcelona também possui rivalidades com outras três equipes. O seu rival local é o Espanyol. Além deste, há com o Atlético de Madrid e o Athletic Bilbao.

Hino

Estreada em 1974, a letra é de Jaume Picas e Josep Maria Espinas, a melodia de Manuel Valls e a versão oficial é cantada pelo Coral Sant Jordi.

Versão em catalão (oficial)

Tot el camp, és un clam
som la gent blaugrana,
Tant se val d’on venim
si del sud o del nord
ara estem d’acord, ara estem d’acord,
una bandera ens agermana.
Blaugrana al vent, un crit valent
tenim un nom, el sap tothom:
Barça , Barça, Baaarça.!

Jugadors, seguidors, tots units fem força.
Son molt anys plens d’afanys,
son molts gols que hem cridat
i s’ha demostrat, i s’ha demostrat,
que mai ningu no ens podrà torcer
Blau-grana al vent, un crit valent
tenim un nom, el sap tothom
Barça, Barça, Baaarça.

Em espanhol

Todo el campo, es un clamor,
somos la gente azulgrana,
no importa de donde vengamos,
si del sur o del norte, eso si, estamos de acuerdo,
estamos de acuerdo, una bandera nos hermana.
Azulgrana al viento, un grito valiente,
tenemos un nombre, lo sabe todo el mundo:
Barça!, Barça !, Baaaarça !!!!

Jugadores, aficionados, todos unidos hacemos fuerza,
son muchos años llenos de sacrificio,
son muchos los goles que hemos gritado,
y se ha demostrado, se ha demostrado,
que nunca nadie nos podrá doblegar.
Azulgrana al viento, un grito valiente,
tenemos un nombre, lo sabe todo el mundo:
Barça!, Barça!, Baaaarça!!!!

Referências

FC Barcelona (site oficial): “History“. Disponível em <http://www.fcbarcelona.com/club/history>

Campeões do Futebol: “FC Barcelona“. Disponível em <http://www.campeoesdofutebol.com.br/barcelona_esp_hino.html>

Ogol.com.br: “Barcelona: Evolução histórica“. Disponível em <http://www.ogol.com.br/equipa_historico.php?id=40&view=1>

Wikipédia: “Futbol Club Barcelona”. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/Barcelona_FC>

UEFA.com: “FC Barcelona“. Disponível em <http://pt.uefa.com/teamsandplayers/teams/club=50080/profile/index.html>

UEFA Champions League: “FC Barcelona”. Disponível em <’http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/clubs/club=50080/profile/index.html>

HowStuffWorks: “Barcelona“. Disponível em <http://esporte.hsw.uol.com.br/barcelona.htm>

VEJA.com.br: “Barcelona rasga tradição e terá novo patrocinador em 2013“. Disponível em <http://veja.abril.com.br/noticia/esporte/barcelona-rasga-tradicao-e-tera-novo-patrocinador-em-2013-qatar-airways>

FIFA.com: “FC Barcelona“. Disponível em <http://pt.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44217/index.html>

Letras.mus.br: “Hino Oficial Do F.C. Barcelona“. Disponível em <http://letras.mus.br/hinos-de-futebol/364538/>

Informações referentes à agosto de 2013.

Este é um pouco da grande história do FC Barcelona. São mais de 110 anos de história e muitos títulos. Alguns números, informações e outros nomes podem não ter sido citados neste artigo, afinal são muitos acontecimentos durante esta história centenária. Mesmo assim, fica a homenagem ao clube e aos seus torcedores, que, lotam o Camp Nou e soltam a voz e gritam: “Barça, Barça… Baaaarça!!!”.